Câmara Municipal de Bento Gonçalves: Câmara reduz despesas no 1º semestre do ano.

Poder Legislativo municipal gastou quase R$ 400 mil a menos na primeira metade de 2017 em comparação com o mesmo período do ano passado
A Câmara Municipal de Bento Gonçalves gastou quase R$ 400 mil a menos no primeiro semestre de 2017 na comparação com o mesmo período do ano passado. Enquanto de janeiro a junho de 2016 o Poder Legislativo teve despesas de R$ 5.577.506,50, desde o início deste ano foram consumidos R$ 5.183.727,37, ou seja, R$ 393.779,13 a menos.
Para o presidente da Câmara, vereador Moisés Scussel Neto (PSDB), a economia gerada é fruto das medidas adotadas pela Mesa Diretora da Casa no início do ano. São elas:
1) Revogação do pagamento de todas as funções gratificadas a servidores efetivos do Poder Legislativo;
2) Redução drástica da concessão de diárias e de passagens aéreas para vereadores e servidores;
3) Limitação da concessão de homenagens a uma por vereador e a uma para a Mesa Diretora a cada dois anos;
4) Encerramento da locação da sala comercial onde funcionava o anexo administrativo da Câmara;
5) Racionalização do uso de veículos da Câmara, impedindo, por exemplo, que dois carros realizem o mesmo trajeto em um curto período de tempo, o que permitirá um gasto menor com combustível;
6) Implantação de turno único de funcionamento durante o período de recesso parlamentar;
7) Suspensão do pagamento de abono de férias para servidores da Casa durante dois anos;
8) Diminuição das cotas de material de almoxarifado a que cada gabinete tem direito, com decisões como a redução da quantidade de folhas de ofício disponíveis a cada vereador de 1.500 para somente 1.000.
“Ficamos felizes em ver que o trabalho que vem sendo realizado desde o início do ano esteja resultando em números positivos. E isso foi graças ao esforço coletivo de todos os vereadores e servidores da Câmara, que entenderam a importância de reduzir as despesas da Casa e trabalharam para gerar economia ao município”, afirmou Scussel.
O presidente da Câmara ainda ressaltou que a instituição está conseguindo cumprir todas suas obrigações financeiras e atingir seu objetivo de gerar economia mesmo com a redução em R$ 1 milhão do orçamento destinado à Casa neste ano, que passou de R$ 13,5 milhões em 2016 para R$ 12,5 milhões em 2017. A redução de despesas também não está prejudicando o funcionamento do Poder Legislativo, que já promoveu 12 audiências públicas desde o início do ano, o que representa o dobro da quantidade de reuniões desse tipo organizadas no primeiro semestre de 2016.
Por fim, Scussel ainda lembrou que a Câmara já conseguiu disponibilizar R$ 800 mil de suas próprias dotações orçamentárias ao Poder Executivo municipal em 2017. Até o fim do ano, espera-se que sejam feitos mais repasses à Prefeitura, para que esta utilize os valores na prestação de serviços essenciais à população.




Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: