Peterlongo conquista três Medalhas de Ouro no Brazil Wine Challenge

Dois espumantes e um vinho tinto despontam entre os premiados

Reconhecida pela sua expertise na elaboração de espumantes, a Vinícola Peterlongo, de Garibaldi (RS), mostrou para o mundo vitivinícola que também sabe fazer grandes vinhos. A centenária, responsável por elaborar o primeiro espumante brasileiro e a partir daí dar início a história da bebida no país, acaba de conquistar três Medalhas de Ouro no 9º Brazil Wine Challenge (BWC) – Concurso Internacional de Vinhos do Brasil, um dos mais importantes das Américas. A distinção veio para dois espumantes – o Peterlongo Elegance Nature e o Peterlongo Prosecco – e para o Armando Memória Teroldego Safra 2016.

Para alcançar esta distinção é necessário atingir pontuação entre 88 e 92,9 pontos. A conquista é o reconhecimento de um trabalho de reposicionamento da marca que iniciou em 2015, ano do centenário da vinícola. De lá para cá, a Peterlongo vem colecionando prêmios que chegam de todas as partes do mundo. “Sermos reconhecidos no Brasil nos enche de orgulho e nos motiva a seguir adiante. Conquistar o mercado interno é fundamental para o momento que vivemos. É a retomada de uma marca centenária, carregada de história e cultura”, destaca o sócio diretor da vinícola, Luiz Carlos Sella.

 

Para a enóloga Deise Tem-Pass, cada medalha representa o esforço de toda equipe. “Do vinhedo ao ponto de venda, a Peterlongo foi totalmente revitalizada. O resultado pode ser conferido para quem quiser provar os nossos vinhos e espumantes. E esta evolução aparece não somente nos nossos espumantes, mas também nos vinhos tranquilos”, comemora. Das 108 medalhas conquistadas por rótulos brasileiros, 32 foram para vinhos tintos, uma delas para o Armando Memória Teroldego.

 

Único no Brasil com a chancela da Organização Internacional da Vinha e do Vinho (OIV) e da União Internacional de Enólogos (UIOE), o BWC chega a sua nona edição registrando a maior representatividade de sua história, despontando como um dos mais importantes e respeitados concursos internacionais de vinhos das Américas. “Produtores do mundo todo reconhecem o potencial do mercado brasileiro. Prova disso, foram as inscrições de 18 países de todos os continentes. O Brazil Wine Challenge é, com certeza, a maior vitrine de vinhos do país”, salienta o presidente da Associação Brasileira de Enologia (ABE) – entidade promotora, Edegar Scortegagna. A qualidade das amostras também é destacada pelo presidente. “Não tivemos nenhuma Medalha de Prata. Isso porque os 30% mais pontuados atingiram nota para Medalha Gran Ouro e Ouro, numa demonstração de excelência”, explica.

 

conceito.com

 

 

 




Deixe uma resposta